domingo, 27 de março de 2016

“...É A VOLTA DO CIPÓ DE AROEIRA, NO LOMBO DE QUEM MANDOU DAR,..”

Neste Blog no título faço uso de uma frase da música “Aroeira”, do Geraldo Vandré, o trecho escolhido, diz: “Vim de longe vou mais longe, quem tem fé vai me esperar, escrevendo numa conta, pra junto a gente cobrar. No dia que já vem vindo, que esse mundo vai virar, noite e dia vem de longe, branco e preto a trabalhar e o dono senhor de tudo, sentado mandando, dar e a gente fazendo conta, pro dia que vai chegar.

Marinheiro, marinheiro quero ver você no mar, eu também sou marinheiro, eu também sei governar, madeira de dar em doido, vai descer até quebrar, é a volta do cipó de aroeira, no lombo de quem mandou dar”.

Ao ler os acidentes ocorridos em várias localidades do Brasil nos últimos dois anos com amônia, veio a lembrança da letra da música do Geraldo Vandré, isso me levou a pensar no texto da Nota Técnica n° 03/DSST/SIT, de 18 de março de 2004, do Ministério do Trabalho e Emprego, que tem como título “Refrigeração Industrial por Amônia: Riscos, Segurança e Auditoria Fiscal, que em um trecho diz o seguinte: “A iniciativa desenvolveu-se após grave evento ocorrido em Natal, no Rio Grande do Norte, quando um vazamento de amônia em empresa de beneficiamento de camarão veio a vitimar 127 trabalhadores, levando dois deles a óbito. Foi quando chamou-nos a atenção à elevada probabilidade de ocorrência de outros acidentes graves semelhantes, dada a ampla distribuição dos sistemas de refrigeração por amônia, especialmente na indústria alimentícia, as precárias condições de instalação e manutenção desses sistemas em muitas empresas e o seu despreparo para lidar com esse tipo de situação”.

A referida Nota Técnica apresentava num quadro, as características da Amônia, que são:



Quadro: Características da Amônia (fonte: Nota Técnica n° 03/2004)

A NT 03/2004 ao comentar sobre a Amônia, diz o seguinte:

“Os sistemas de refrigeração por amônia consistem de uma série de vasos e tubulações interconectados, que comprimem e bombeiam o refrigerante para um ou mais ambientes, com a finalidade de resfriá-los ou congelá-los a uma temperatura específica. Sua complexidade varia tanto em função do tamanho dos ambientes, quanto em função das temperaturas a serem atingidas. Como se trata de sistemas fechados, a partir do carregamento inicial, o agente somente é adicionado ao sistema quando da ocorrência de vazamento ou drenagem. A quantidade de amônia nos sistemas varia de menos de 2000 kg a mais de 100.000 kg, sendo um desafio, porém, calcular a quantidade da substância existente em sistemas antigos, mantidos em funcionamento, às vezes, há décadas. As pressões podem atingir níveis elevados, entre 10 a 15 kg/cm2”.

Na leitura dos acidentes eu separei (amostragem pequena) os seguintes:

1) Funcionários de fábrica passam mal após vazamento de amônia

Data: 10/12/2015 / Fonte: G1 

Rio Verde/GO: Funcionários de uma indústria de alimentos, em Rio Verde, Sudoeste de Goiás, passaram mal após um vazamento de amônia nesta quinta feira (10); no frigorífico de aves. Segundo o Corpo de Bombeiros, 15 pessoas precisaram do atendimento médico.... Segundo a Assessoria de imprensa da empresa informou ao G1, por telefone, que entre os 15 funcionários intoxicados, sete foram encaminhados para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Rio Verde e oito para o Hospital Presbiteriano Doutor Gordon. Destes últimos, três eram mulheres grávidas que já foram liberadas e estão em casa, mas devem passar por novos exames na sexta feira (11). 

Fonte: http://www.protecao.com.br/noticias/acidentes_do_trabalho/funcionarios_de_fabrica_passam_mal_apos_vazamento_de_amonia/AnyJAny4/9193


2) Vazamento de amônia em frigorífico causa intoxicação em funcionários

Data: 27/05/2015 / Fonte: G1 

Lins/São Paulo – Um vazamento de amônia em um frigorífico de Lins (SP) provocou a intoxicação de quinze funcionários na manhã desta quarta feira (27). Os empregados que tiveram contato com o gás foram atendidos na Santa Casa de Lins medicados e liberados. De acordo com os bombeiros, o vazamento teria sido causado por uma válvula recém instalada no sistema de pressurização.

Fonte: http://www.protecao.com.br/noticias/acidentes_do_trabalho/vazamento_de_amonia_em_frigorifico_causa_intoxicacao_em_funcionarios/AcyJAnyJ/8191


3) Acidente com amônia intoxica funcionários da JBS

Data, 18 de Março de 2015 - Por: André B. Piovesan

Dezenas de funcionários da JBS, de Frederico Westphalen, foram encaminhados ao Hospital Divina Providência (HDP) na tarde de hoje, 18 de março, depois de um acidente que resultou no vazamento de gás amônia.

Conforme informações extraoficiais, o vazamento teria ocorrido após uma manobra de um caminhão, que teria danificado um cano, fazendo com que o gás vazasse.Fonte: 

http://www.folhadonoroeste.com.br/site/noticia/3778-acidente-com-amonia-intoxica-funcionarios-da-jbs


4) Vazamento de gás em frigorífico no PR 

Data: 17/10/2014 

Paraná - Um vazamento de amônia intoxicou aproximadamente 40 funcionários de um frigorífico de Terra Boa, na região noroeste do Paraná, nesta sexta-feira (17). De acordo com a empresa GTFoods, o vazamento do gás ocorreu devido a alta pressão em uma das válvulas de contenção. A unidade foi esvaziada e os trabalhadores foram atendidos pelo médico da empresa e, posteriormente, encaminhados para o Hospital Municipal de Terra Boa.


Conforme o hospital, todos os pacientes já tinham sido medicados e o quadro clínico era estável.


Segundo a Vigilância Sanitária, o vazamento começou no setor onde é realizada a limpeza das aves.


O frigorífico está fechado e o vazamento foi solucionado, ainda conforme a empresa. As atividades só serão retomadas quando não houver mais riscos para os funcionários. 

http://www.protecao.com.br/noticias/acidentes_do_trabalho/vazamento_de_gas_em_frigorifico_no_pr/AQy4JjyA/7300


6) Vazamento de amônia intoxica 40 pessoas em Tatuí

Data 04/08/2014 

Um vazamento de amônia numa indústria causou a intoxicação de cerca de 40 pessoas na noite de ontem, em Tatuí, região de Sorocaba (SP). O acidente ocorreu numa fábrica de alimentos no Jardim Gonzaga, periferia da cidade. Os 12 funcionários que estavam no local saíram rapidamente e apenas um foi afetado seriamente. O gás espalhou-se com o vento e atingiu o bairro vizinho. Dezenas de moradores tiveram de sair das casas. Muitos apresentavam sinais de sufocamento e ardência nos olhos.


Socorridas por outros moradores e por viaturas do Corpo de Bombeiros, as pessoas atingidas foram levadas para o pronto-socorro da Santa Casa e liberadas depois do atendimento. A empresa informou que o vazamento da amônia, usada em equipamentos de refrigeração da fábrica, foi rapidamente controlado pela equipe de manutenção. Segundo a empresa, o funcionário que passou mal foi atendido e passa bem. Uma equipe do Corpo de Bombeiros esteve no local e inspecionou as instalações. A unidade voltou a operar normalmente.

Fonte:http://www.diariodepernambuco.com.br/app/noticia/brasil/2014/08/04/interna_brasil,520271/vazamento-de-amonia-intoxica-40-pessoas-em-tatui.shtml


7) Vazamento de amônia deixa trabalhador ferido em Sorocaba 

Data: 23/07/2014 / Fonte: G1 

Sorocaba/SP - Um funcionário de uma distribuidora de bebidas ficou ferido após uma explosão de amônia, na tarde desta quarta-feira (23), na Vila Hortência, em Sorocaba (SP).
O vazamento teve início na linha de produção 2 da empresa, que fica na avenida Nogueira Padilha, perto do acesso à rodovia Raposo Tavares.

http://www.protecao.com.br/noticias/acidentes_do_trabalho/vazamento_de_amonia_deixa_trabalhador_ferido_em_sorocaba/AAjbJ9jj/6936 


8) Vazamento de amônia causa explosão em frigorífico

Data, 03/04/2013 – Por Eduardo Fonseca

Um vazamento de cerca de 200 litros de amônia provocou a explosão de uma câmara de refrigeração em um frigorífico no começo da tarde desta quarta-feira (3), no bairro Aviação, em Araçatuba. Um raio de 400 metros precisou ser isolado e oito pessoas foram hospitalizadas durante a tarde.

O frigorífico fica na rua Dona Ida, em frente ao pronto-socorro municipal. Por conta do vazamento, o prédio precisou ser evacuado. Os pacientes que aguardavam atendimento foram removidos para o pronto-socorro do bairro São João e para a Santa Casa. Pelo menos duas escolas da região, alguns estabelecimentos comerciais, as secretarias de Educação e Mobilidade Urbana e até o Poupatempo também foram evacuados.
Fonte: http://www.folhadaregiao.com.br/Materia.php?id=312251


9) Acidente com amônia em Araguaína - Tocantins 

Data: 18/03/2013

Dez pessoas estão internadas em estado grave em Araguaína, Norte do Estado, após vazamento de gás de amônia no frigorífico Minerva, onde trabalham cerca de 800 funcionários. 

Segundo informações do Corpo de Bombeiros, o vazamento aconteceu por volta do meio dia e alguns trabalhadores chegaram a desmaiar mesmo fora do estabelecimento. De acordo com o Capitão Marinho do Corpo de Bombeiros, a substância, que é tóxica, é utilizada em uma máquina de compressão mecânica. O vazamento ocorreu após rompimento de uma das válvulas do equipamento. 

Fonte: http://aquaportos.blogspot.com.br/2013/03/araguaina-tocantins.html


A NT 03/2004, notifica que deve haver o cumprimento obrigatório dos seguintes itens legais: 

1- Dotar a empresa de plano de alerta e evacuação para situações de vazamento de amônia e combate ao fogo, que deverá está previsto no PPRA, realizando-se exercícios de simulação, pelo menos, semestralmente;

2- Prever, no PCMSO, ações de saúde relativas à prevenção e ao atendimento de vítimas de vazamento de amônia;

3- Dotar o local de trabalho de vias de fugas sinalizadas e desobstruídas para a rápida retirada do pessoal em serviço em vazamentos de amônia ou incêndios;

4- Dotar a empresa de portas de emergência sinalizadas e equipadas com dispositivo interno de abertura imediata em caso de sinistro, que deverão abrir no sentido da saída, sendo proibido o seu fechamento a chave ou cadeado durante o horário de trabalho;

5- Dotar a empresa de sistema de alarme, audível em todo o local de trabalho, com pontos de acionamento nas áreas comuns de acesso dos pavimentos;

6- Dotar a “casa de máquinas” do sistema de refrigeração industrial com máscara autônoma para utilização em caso de emergência, a qual deverá ser acondicionada em armário próprio, sinalizado e passar por inspeção mensal anotada em ficha própria, treinando-se todos os trabalhadores do setor de refrigeração para seu uso;

7- Dotar o sistema de compressores de amônia de dispositivo de parada de emergência, automático e/ou manual, que possa ser acionado em caso de emergência, desligando todo o sistema simultaneamente;

8- Realizar inspeção de segurança nos vasos sobre pressão contendo amônia e treinar operadores, de acordo com o que estabelece a NR 13 e seus anexos;

9- Dotar a sala de compressores de amônia de ventilação exaustora forçada, que garanta rápida troca de ar ambiente em caso de vazamento de amônia, devendo haver mais de uma botoeira de acionamento da exaustão colocadas em lugares de acesso comum.

10- Dotar o estabelecimento de equipamento que permita monitorização quantitativa contínua das concentrações de amônia nos ambientes do trabalho.

Acidentes com amônia precisam parar de acontecer, em geral envolvem vários trabalhadores intoxicados. Como, estamos com um número bastante reduzido de Auditores Fiscais, é importante que o Ministério Público do Trabalho, entre neste circuito, para que se cumpra o que está contido na letra do Vandré, o que precisa acontecer “é a volta do cipó de aroeira, no lombo de quem mandou dar”.

Traduza este texto para sua realidade e faça comentários eu gostaria de recebê-los. 


Abraços,

ARmando Campos

Um comentário:

Jean Louvrier disse...

Boa noite. Gostaria de saber se existe alguma restrição legal quanto à utilização de amônia em instalações de ar-condicionado de grande porte para hotéis. Há alguma regulamentação quanto à criação de um perímetro de segurança no entorno de tais instalações no tocante à habitabilidade temporária ou permanente?

Agradeço quaisquer informações.